sexta-feira, 16 de março de 2018

Grande é o ódio

Grande e dourado, amigos, é o ódio.
Tudo o que é grande e dourado
vem do ódio.
O tempo é ódio.

Dizem que Deus se odiava em ato,
que se odiava com a força
dos infinitos leões azuis
do cosmos;
que se odiava
para existir.

Nascem, do ódio, mundos,
óleos perfeitíssimos, revoluções,
tabacos excelentes.

Quando alguém sonha que nos odeia, apenas,
dentro do sonho de uma pessoa que nos ama,
já vivemos no ódio perfeito.

Ninguém vacila, como no amor,
na hora do ódio.

O ódio é a única prova indubitável
da existência.


Eduardo Lizalde

Nenhum comentário:

Postar um comentário